Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O da Inês

Marcas

Hoje falo-vos somente sobre mim e o caminho que tenho vindo a percorrer ao longo do último ano. Os seguidores mais fiéis sabem que a minha irmã faleceu no mês de Novembro do ano passado, através deste texto que escrevi à minha mãe. Talvez tenha sido a principal razão pela qual criei o blog, para me distrair e não passar o dia em branco. Resultou? Um pouco. Na verdade o tempo não cura mas tranquiliza a nossa alma e, apesar de a recordar diariamente a dormir no caixão, estou cá.

 

O meu tempo foi dedicado a tudo e mais alguma coisa: o meu cachorro, a catequese dos meninos do 1º ano, os meus sobrinhos, o inglês, a tese e a preparação para o crisma, que se deu no último Domingo. Engraçado como há um ano estava quase a entrar em depressão no meu antigo trabalho e agora encontro-me muito melhor nesse aspeto. O meu sonho passa pela Rádio, não pela Televisão e toda a selva onde a mesma habita. Eu até gostava do que fazia, de conhecer e entrevistar pessoas, escrever e executar a locação das reportagens, mas a competição e a busca pelo sangue do mais fraco entristecia-me a olhos vistos. E quando vi que me estava a tornar um deles, desesperei.

 

Entretanto a minha irmã adoeceu, o meu pediu-me para abandonar o meu trabalho que só me dava dores de cabeça de modo a entregar a minha tese e agora preparo-me para deixar o meu país, no final do Verão, com o objetivo de experenciar uma cultura diferente durante um ano (no mínimo). Engraçado como tudo muda em tão pouco tempo, como a vida dá voltas e nesses altos e baixos redescobres-te. Tu não cresceste, não se trata disso, apenas esqueceste-te do teu verdadeiro eu e perdeste-te nos dias longos da tua existência.

 

19183999_10212998833111277_132774090_n.jpg

 

Esta sou eu e a minha avó. Podia ter escolhido uma amiga, alguém mais jovem para fechar comigo este ciclo. Todavia escolhi a minha avó, a pessoa mais forte que conheço, de maior fé, bondade e altruísmo. Amo-a com todo o meu ser e juntas continuaremos a nossa caminhada.

 

 

Um beijo meu e da minha mãe em versão Boomerang. (:

 

19 comentários

Comentar post