Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O da Inês

1º Sorteio aqui no blog

Boas pessoal!

 

 

É hoje então o dia em que está oficialmente aberto o sorteio para esta paleta da Makeup Revolution. Ora espreitem!

 

 

 

 

 

 

A paleta tem cores super úteis, super adaptáveis a todas as estações do ano e ainda fazem parte de uma edição limitada de uma das marcas mais in do momento. Se não são muito destas coisas podem sempre participar e, caso ganho, oferecerem esta prendinha a alguém que a valorize à séria.

 

 

Para se habilitarem a ganhar este conjunto de sombras basta:

 

*seguirem ou subscreverem o blog;

*seguirem-me no Instagram (caso sejam utilizadores da rede social obviamente);

*Preencherem este formulário.

 

 

Têm até dia 10 para concorrerem. Durante o fim de semana seguinte informarei quem ganhou o produto e como foi realizada a seleção. Espero que gostem deste miminho e participem!

 

 

Podem seguir o meu dia a dia no Instagram. (:

Beijocas  

Preciso da vossa ajuda!

Boas pessoal (outra vez)! 

 

Até parece estranho estar a postar tanto, não é? Ao que parece dormirmos pouco e trabalharmos muito dá-nos muuuuuuiiitaaaa energia.

 

Ora é o seguinte, quero sortear uma paleta de sombras da Makeup Revolution. Mais precisamente esta:

 

 

Limited Edition Revoholic Eye Shadow Palette

 

 

 

A questão é que é a primeira vez que faço um giveaway e não sei qual o processo a utilizar, a nível de formulário, seleção, etc...

 

 

Vocês, que já andam nestas andanças há mais tempo, preferem a Google ou o Blogs Portugal para este efeito? 

 

 

 

Resultado de imagem para help me please

 

Vocês sabem que...

.. o curvex prejudica gravemente as nossas ricas pestanas? 

 

Pois é. Hoje na formação de maquilhagem que estou a fazer falámos do assunto e a própria formadora abordou esta questão enquanto experiência pessoal. Ao que parece ela usava o curvex diariamente, até ao dia em que reparou que a ponta dos cílios estavam a ficar partidas. Por isso já sabem, apesar de aparentar estar tudo bem convosco neste momento as consequências do uso abusivo desta ferramenta vão chegar. Infelizmente, só reparamos nos danos e enfraquecimento das pestanas com o passar dos anos.

 

 

Soluções?

 

Imagem relacionada

 

Sim, é isso mesmo. E a melhor parte é que podem encontrar este óleo em qualquer farmácia. Há muito tempo que utilizo o produto tanto nas pestanas como nas sobrancelhas. A forma de utilização é bastante simples, uma vez que basta recorrer a um simples cotonete para aplicar o produto. O óleo é aplicado na raiz dos cílios, que após algumas semanas notamos muito mais fortes, e ao logo de toda a sobrancelha, onde passamos a observar uma maior concentração de pelo. Comigo funciona, isso é certo. Ainda tenho bastantes falhas nas sobrancelhas mas, acreditem, já tive bem mais!

 

 

Quanto ao curvex não se alarmem. Se o usarmos apenas de vez em quando, limparmos constantemente e trocarmos a borrachinha do mesmo a cada seis meses dá tudo certo. Mas há que ter estes cuidados, tal como tudo na vida é necessário existir algum equilíbrio na sua utilização.

 

 

Espero sinceramente que estas informações sejam tão úteis para vocês como foi para mim.

 

 

Podem seguir o meu dia a dia no Instagram. (:

Beijocas  

Novo look

Olá malta!

 

Hoje venho mostrar-vos uma mudança de visual que fiz recentemente. Estão familiarizados com o termo "ombre"? Se não estão passo a explicar-vos de uma forma bastante curta e simples. É um processo parecido com as famosas californianas mas há diferenças, claro. Enquanto estas fixam-se e aclareiam apenas as pontas do cabelo, marcadas por uma linha notória que separa a cor mais escura da clara, o ombre é mais subtil. 

 

Ao aderirmos ao ombre asseguramos a cor original da nossa raiz e só a partir da linha da orelha, mais ou menos, é que o nosso cabelo começa a fazer a transição para o novo tom (mais claro obviamente). A diferença entre esta e a outra técnica está na passagem de uma cor para a outra, compreendem? Ao contrário das californianas aqui há um degrade, que torna o look muito mais bonito e elegante na minha opinião. Ah! E pelo que consta por aí as californianas nascem graças à água oxigenada, ou seja, exigem mesmo muitos cuidados capilares. 

 

Como podem imaginar eu optei pela segunda opção e adicionei-lhe umas ondas. No meu dia a dia costumo colocar uma espuma modeladora nas pontas e está a andar, como costumo dizer. Ora vejam se gostam!

 

 

obre.jpg

 

 

Nos primeiros dias fez-me confusão ver a raiz tão escura, mas depressa habituei-me à minha nova imagem. Espero que tenham gostado tanto quanto eu.

 

 

Podem seguir o meu dia a dia no Instagram. (:

Beijocas  

 

Eu e... as séries

 

 

Olá maltinha!

 

Durante muito tempo mantive uma postura indiferente relativamente às séries. As minhas "cenas" sempre foram os livros e logo a seguir os filmes, pois desde muito cedo fui incentivada a conhecer e a cultivar o gosto por estas duas artes. Só mais tarde vieram as séries, e atenção não estou a contar com "Morangos com Açúcar", "Inspetor Max", "Arrepios" e "Uma Aventura". Essas preciosidades que tornaram a minha infância muito mais feliz. Refiro-me às séries estrangeiras, que só comecei a apreciar verdadeiramente na faculdade.

 

Entretanto os estudos, o trabalho, a família e todo um leque de afazeres afastaram-me desse mundo fascinante e... viciante! Até que, há cerca de um mês, fiquei  mais livre e devorei em menos de uma semana as seis temporadas de "American Horror Story". Pois é pessoal, endoideci completamente. 

 

Para quem não sabe a série norte- americana revala-nos várias histórias, ao logo das seis temporadas, recheadas de drama e terror. Cada temporada transporta-nos para uma realidade diferente e independente das outras, o que não quer dizer que não surjam referências ou ligações entre elas. 

 

A primeira temporada mostra-nos uma casa assombrada por criaturas que ora parecem almas de outro mundo, ora pessoas de carne e osso como nós. É ai que reina a piada da coisa. A segunda passa-se num asilo e aqui começam as referências históricas a sério, eu aprecio-os e acho que dá um toque especial à narrativa. E aqui se tiverem interesse pela época da Segunda Guerra Mundial, melhor ainda. Lembram-se das Bruxas de Salém? Pois bem, na terceira season há bruxas por todo o lado e as lendas partem desde a sua origem até à vida que levam nos dias de hoje. A temática é bem interessante até, porém a temporada é demasiado calminha para o meu gosto. Ora, estamos na quarta temporada, não é? Os atores repetem-se, desta vez noutros papéis. O enredo está associado a um circo de horrores com criaturas aparentemente medonhas e pouco sociáveis. A juntar à festa temos um palhaço maníaco à solta que assassina pessoas a torto e a direito. Atenção, a história desta personagem também é baseada em factos reais. Quinta temporada meus amores. Um hotel que serve ou rouba diariamente sangue aos seus hóspedes e a Lady Gaga. Bru-tal. E chegámos à sexta, com muita pena minha. Na verdade desapontou-me um bocadinho, mas não vou contar-vos porquê. Estraga a season a quem ainda não a viu. Adiante, mais um casal e uma casa assombrada, só que desta vez o desenrolar dos acontecimentos é mostrado através de um documentário. Um pormenor muito curioso, certo? E agora, em Setembro, começa a sétima temporada. Estou ansiosa por descobrir o que vem aí. 

 

Em geral: adorei. Não é um género ao qual estejamos habituados e por isso agarra-nos logo de início. É doentia, sádica e inquietante. A certa altura perguntamo-nos: "Mas como é que alguém conseguiu criar isto?!" Assustamo-nos com a mente do ser humano... até onde conseguimos ir afinal? À medida que o tempo passa ficamos mais envolvidos na série, conhecemos-lhe as manhas e isso alguns desfechos expetáveis. Algo perfeitamente normal, tendo em conta o contexto. Resumindo e concluindo: aconselho-a vivamente. Os mais sensíveis conseguem ver perfeitamente a série sem grandes sobressaltos. O terror advém da brutalidade com que o ser humano age para consigo e com os outros, isto é, o que choca não é a cena em si. Muitas vezes nem sequer é apresentada a forma como a anormalidade ou o assassinato foram realizados. O que impressiona é o ato em concreto, a consciência de que o Homem pode ir longe de mais e ultrapassar limites inimagináveis.

 

Neste momento encontro-me a idolatrar "Bates Motel". Mas este 'episódio' fica para depois. Só me falta uma temporada para acabar a série e contar-vos aquilo que achei da mesma. 

 

 

Resultado de imagem para american horror story

 

 

Podem seguir o meu dia a dia, estas e outras partilhas no Instagram. (:

Beijocas